25 setembro 2008

Cortina de pom-pom

Ainda no tema "decoração do quarto da Lola", olha que graça esta cortina de pom-pom que eu encontrei em uma loja.



Linda e fácil de fazer.




AaaAaaaHHhhhhh, não sabe fazer pom-pom?

Então dá uma olhadinha aqui neste super-explicadinho tutorial da Bella Dia e faça um agora mesmo...




...com suas própias mãos!



20 setembro 2008

Pendurador

Não resisti e publiquei.
Da última edição da Marie Claire Idée.
Pendurador de madeira em forma de árvore.
Fácil, simples e barato.





Vou fazer o meu com madeira reciclada...

15 setembro 2008

Quarto de meninas

HhhHhuuUuuMmmMm.
Testando 1... 2... 3...
Inaugurando uma nova seção no Tessituras.
E o tema é DECORAÇÃO.

Não adianta fazer cara feia, decoração não quer dizer só dinheiro, quer dizer bom gosto e criatividade. Com muita simplicidade podemos adaptar algumas idéias e criar lindos ambientes em nossas casas.

Coletei algumas idéias de quartos para meninas, pois estou dando uma geral no da Lola. São imagens só para inspirar, dar aquele gostinho de quero mais. Curtam bastante e espero que possam captar uma ou outra idéia.

Começando com a suavidade dos tons pastéis:








Sobriedade para adolescentes:




Agora quartos e camas super coloridas:















Caixas coloridas, ótima opção para guardar brinquedos e otras cositas más:




E para completar... encontrei uma idéia fantástica, daquelas que agente pensa: como eu não pensei nisto antes? Luminárias japonesas de papel pintadas com tinta guache! Bom, bonito e barato. Do blog Orange you lucky!








05 setembro 2008

Tessituras: 3 anos

Noooooooooossssssssaaaaaaaaaaaa............

Parece que foi ontem. Nem me lembro porque cargas d´água me deparei com a blogosfera. Não sei nem como nem porque, só sei que minha primeira postagem saiu desengonçada, assim meio sem saber direito como fazer, sobre o cachecol que estica.

Aí quando a coisa tomou forma e saiu publicado na internet veio aquele gostinho de quero mais. Mostrar o que eu faço e ainda poder conhecer outras pessoas para trocar idéias? HuuUuumMMmm... Gostei.

Três anos depois, eu nunca poderia imaginar: 1,3 milhão de seres humanos passaram por estas páginas e 1.840 blogueiros linkaram este blog!!! E imprimiram receitas, bordaram pontos, reencontraram suas bonecas da infância, encontraram idéias para se divertir com as crianças, imagens para suas web artes, indicações de blogs e livros, em suma, tudo isto e um pouquinho mais.

E para comemorar esta ocasião, fiquei dias e dias matutando aqui comigo sobre como celebrar esta data. Mudar o layout? Esta foi fácil, porque eu já estava de saco cheio daquele layout antigo. Lá fui eu atrás de gravuras vintage, tipologias e photoshop e o resultado está aí para vocês conferirem. Gostaram?

Mas além disso eu queria publicar alguma coisa mais especial para comemorar estes números. Pensei, pensei, e minha amiga Flavia deu a idéia: - Vou fazer uma entrevista com você. Gostei! Afinal, quem é essa tal de Rosa Freitas que cresceu meio moleca, andando descalça, rolando na areia, e que há anos escreve para vocês? E como é o processo criativo de escrever o Tessituras?

Bom, a entrevista rolou, espero que vocês gostem e aprendam um pouquinho mais sobre a blogosfera. E antes de me despedir, não poderia deixar de agradecer a todos aqueles que me estimularam e leram minhas invencionices durante todos estes anos!

Bjs grandes e até a próxima postagem.
Rosa.


Rosa, o que é o Tessituras para você?
Ai Flavinha, que pergunta difícil... Acho que o Tessituras é meu lado mulherzinha, que gosta das manualidades, que não perdeu o tempo do cozimento do arroz, que ama ser mãe e se diverte com os filhotes. Mas é também meu lado criativo, tenho sede de informação e paixão por aprender coisas novas. Mas o mais importante de tudo é que eu adoooooooro escrever, desde moleca, e no Tessituras eu compartilho as minhas descobertas.

E onde você aprendeu estas manualidades?
Sempre fui inventadeira e bisbilhoteira. Quando pequena, sentava embaixo da mesa de costura e ficava tardes e tardes brincando com linhas, fiapos e botões. De tanto escutar a máquina trabalhando e assistir as mãos da Dona Lúcia costurando, que quando ganhei minha primeira máquina de costura não precisei nem ler o manual de instruções: fui botando a linha e costurando uma almofada para a minha varanda. E assim também foi na barra da saia da Maria, de onde eu tirava um caderninho do bolso e ia anotando as receitas deliciosas que saíam do forno da cozinha todas as tardes. Com a Tetê, minha mãe, tomei o gosto pelas artes plásticas, bordado, tricô e jardinagem, e com minha tia Sarah Maria aprendi tessituras fantásticas. Depois foi só botar em prática...

E mais seu senso estético, né? Falando nisso, como você aprendeu a fazer estes layouts tão bonitos? Você fez algum curso? Usa algum programa específico?
Nunca fiz curso, tudo o que eu sei de computação aprendi fuxicando. Eu sou assim: quando me deparo com um obstáculo faço de tudo para ultrapassá-lo. Vou no Google e dou search de todo jeito, acho blogs e sites e bisbilhoto, vou errando e acertando até conseguir. Assim vou aprendendo. Eu mesma faço meus layouts e para isso uso o Photoshop, claro. De resto é só fazer o upload no blogger. Também aprendi um pouco de html e javascript, mas não recomendo... é muuuuuito complicado.

E me diz uma coisa: como você, mãe de 3 filhos, trabalhadora, moradora da roça, consegue tempo para atualizar tantos blogs???
Pois é, nem eu sei... As vezes sumo um tempo, depois volto cheia de idéias. Mas agora com o recurso de pré-postagem, ficou bem mais fácil, já estou com alguns blogs atualizados até dezembro. Como posto uma vez por mês em cada blog, são oito postagens que tenho que escrever por mês. Tem gente que escreve no blog todo dia...
Já o Tessituras, este eu escrevo o que eu estou sentindo quando me dá na telha. Mas vou ver se ao invés de postagens tão looooooooooooongas, faço menores e semanais.

Outra coisa, como é ter um blog?
Os blogs geralmente se relacionam com patotas. Tem a turma da literatura, da culinária, a turma da moda e do design, quem escreve por simples prazer de narrar sua existência, a turma modernona e muitas outras. A turma aqui do Tessituras geralmente é de mulheres que curtem criar com as própias mãos. É a turma DIY (do it yourself), um estilo de vida, e muitas são crafters! Mas isso é variável, recebo muitos e-mails de recém-mamães, avós e papais criativos. Portanto, ter um blog é ótimo quando você encontra a sua turma.

Explica melhor esta coisa de crafter... é artesanato? Como você define este termo?
O sentido da palavra é o mesmo. Craft quer dizer artesanato, crafter seria artesã. Mas é diferente na blogosfera, vou tentar explicar. Com a internet, uma nova modalidade de artesanato se revelou e tomou forma: o artesanato contemporâneo. Não aquele artesanato que tem técnicas estabelecidas e reproduz modelos, mas um tipo de artesanato em que o processo de criação e a originalidade é o mais importante. Daí a utilização do termo crafter... a artesã antenada com este estilo.

O Tessituras foi um dos pioneiros na divulgação desta linha no Brasil, inclusive divulgando o trabalho com feltro, que há muitos anos estava esquecido por aqui. Temos vários blogs consagrados que representam este estilo: americanos, japoneses, europeus, além de vários artistas no Flickr, inclusive que abriram lojas e desenvolveram grifes. Aqui no Brasil eu sinto um processo rápido de amadurecimento, acompanho com muito orgulho algumas crafters que tem um trabalho de altíssima qualidade. HhhuUuuMmmm... acho que vou fazer uma postagem sobre isso!

Você se considera uma crafter?
Não profissional, mas sou e sempre fui DIY. Mexo com pincéis, pintura em tecido, faço tricô, crochê e bordado, opero minha máquina de costura, piloto meu fogão, planto minhas ervinhas, em suma, vou germinando idéias com as minhas mãos aonde a vida me levar. Sou mais faça-você-mesma do que crafter, apesar de ter feito vários bonequinhos que viraram hit no Flickr. E as pessoas que visitam o Tessituras são assim também: uma turma que deixa a criatividade rolar...

O que você aconselharia para quem está começando na blogosfera?
Recomendo para quem está começando que encontre a sua turma, faça visitas, deixe recados, isto é muito importante. Acho que todo blogueiro deveria deixar um recadinho no blog que está visitando, todo mundo fica frustrado com um blog sem visitação... Por isso sempre tenha em mente para se enturmar na blogosfera: é dando que se recebe.

Um blog pode trazer recursos financeiros?
Quanto ao retorno financeiro... acho possível sim. Blog é informação e informação vale. Se você é um escritor, pode divulgar seu livro, se você faz artesanato, pode comercializar suas peças, e por aí vai. Agora dinheiro no bolso com ferramentas web, só com muuuuuuuuuuuita visitação no blog.

Relendo os recados que seus leitores deixam no bate-papo, pude observar que você passa uma tranquilidade para quem está começando, e que muitas pessoas se inspiraram no Tessituras para virarem blogueiras. O que você acha disso?
Maravilhoso. Afinal, para que serve esconder conhecimento? Ou querer ser melhor que alguém? Comecei a observar que algumas blogueiras no Brasil estavam postando fotos muito mal tiradas: escrevi uma postagem sobre fotografia digital. Percebi que poucas pessoas trabalhavam com feltro no Brasil, comecei a divulgar esta técnica. Percebi que muitas pessoas não sabiam como começar, escrevi sobre isto. Blog é para compartilhar, e aqui no Tessituras quem procura sempre vai achar palavras carinhosas e informações valiosas. Eu penso assim...

Qual é o retorno que o Tessituras te dá?
Recebo todos os dias em minha caixa-postal inúmeras razões para continuar a escrever o Tessituras, é incrível: gente de TODO o Brasil me escreve agradecendo e compartilhando suas tessituras. Isso sem falar no carinho de minhas queriiiiiiiiiiidas amigas blogueiras brasileiras e portuguesas! Acho que este é o meu maior retorno: minhas leitoras...

Planos futuros?
Escrever meu segundo livro (estou em busca de uma editora, se alguém quiser me indicar...) e postar vídeos com tutoriais crafter no Youtube.

Bom, gente é isso. Adorei entrevistar a Rosa, que é minha amigona, e peço: agora é com vocês. Contem no BATE-PAPO o que é o Tessituras para vocês!

Beijos Flavia